Passageiro tenta invadir cabine de avião da Malaysia Airlines, que retorna a aeroporto

Do UOL, em São Paulo

  • Twitter/Reprodução

    Passageiro que teria ameaçado voo da Malaysia Airlines é imobilizado por comissário

    Passageiro que teria ameaçado voo da Malaysia Airlines é imobilizado por comissário

Um avião da Malaysia Airlines teve de voltar ao aeroporto de Melbourne, na Austrália, depois que um passageiro tentou invadir a cabine dos pilotos nesta quarta-feira (31). O voo MH128 ia para Kuala Lumpur, na Malásia, e estava no ar havia 14 minutos quando o incidente aconteceu.

O avião pousou em segurança e pediu ajuda da equipe de segurança. 

O ministro de Transportes da Malásia, Liow Tiong Lai, confirmou que o avião "pousou em segurança após ser forçado a voltar devido a um passageiro indisciplinado tentando entrar na cabine". 

"Gostaríamos de alertar que em nenhum momento a aeronave foi sequestrada", afirmou a companhia em nota.

"Após o incidente, o passageiro problemático foi detido pela segurança do aeroporto. A Malaysia Airlines e as autoridades australianas estão investigando o incidente", disse ainda a nota. 

Segundo a agência AFP, o passageiro teria dito estar com explosivos, ameaça que se mostrou falsa.

Flightradar/Reprodução
Trajetória do voo segundo o site Flightradar

Antecedente

A companhia malaia coleciona incidentes desafortunados.

Em julho de 2014, o avião que ia de Amsterdã, na Holanda, para Kuala Lumpur, foi atingido por um míssil quando sobrevoava o leste da Ucrânia, supostamente por separatistas apoiados pela Rússia.

Todos os 283 passageiros e 15 tripulantes do voo MH17 morreram. 

Meses antes, em março, o avião que ia de Kuala Lumpur para Pequim, na China, simplesmente desapareceu dos radares e até hoje não foi encontrado. 

Peças que acredita-se que sejam da aeronave foram encontrados em lugares tão distantes quanto a Tanzânia.

Há diversas teorias para o desaparecimento, mas nenhuma foi comprovada.

O voo MH370 levava 12 tripulantes e 227 passageiros de 15 nacionalidades. (Com agências internacionais)

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos