Homem mata mulher na Índia por atraso na entrega de seu jantar

Colaboração para o UOL

  • Antonio Gaudério/Folhapress

    Mulher foi morta pelo simples fato de ter atrasado o jantar ao marido na Índia

    Mulher foi morta pelo simples fato de ter atrasado o jantar ao marido na Índia

A polícia da Índia informou que prendeu um homem de 60 anos que matou a sua mulher porque ela serviu o jantar muito tarde. O crime cometido por motivo fútil aconteceu no último sábado (8) em Ghaziabad, região metropolitana de Nova Déli.

Armado, Ashok Kumar chegou alcoolizado em sua casa e iniciou uma discussão com a sua mulher. Sunaina, de 55 anos, foi atingida por uma bala na cabeça. Ela chegou ao hospital com vida, mas não resistiu ao ferimento.

O homem admite ter cometido o assassinato e, agora, se diz arrependido de suas ações.

O policial Ruphesh Singh revelou detalhes do crime à BBC. "O homem bebia todo o dia. No sábado, ele chegou em casa bêbado e começou a brigar com a sua esposa. Ela estava triste com os seus hábitos alcoólicos e queria falar sobre isso, mas ele queria que ela fizesse o jantar imediatamente. Ele ficou irritado com o atraso e atirou nela".

A violência doméstica tem sido o crime mais relatado contra as mulheres na Índia todos os anos - isso há mais de uma década.

Em 2015, um incidente de violência doméstica foi relatado a cada quatro minutos sob a definição legal de mortes de dote, assédio por crimes relacionados ao dote, crueldade pelo marido ou seus parentes e violência doméstica.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos