PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Abrigo inunda e desabrigados buscam novo local para se proteger no Texas

Desabrigados sentam nas poltronas de auditório após o abrigo ser inundado - Beulah Johnson via AP
Desabrigados sentam nas poltronas de auditório após o abrigo ser inundado Imagem: Beulah Johnson via AP

Do UOL, em São Paulo

30/08/2017 12h00

Um abrigo próximo a Houston, no Texas (EUA), com pelo menos 100 desabrigados, foi inundado após enchente provocada pela passagem do furacão Harvey. Agora, os desabrigados foram obrigados a se acomodarem nas poltronas de um auditório.

Marcus McLellan, xerife do condado de Jefferson, disse nesta quarta-feira (30) que o Bowers Civic Center, em Port Arthur, no Texas foi inundado durante a madrugada por causa das chuvas intensas e do transbordamento dos canais próximos ao local.

Berços e pertences foram abandonados no chão do local, que está com cerca de 30 cm de água.

McLellan dise que não está claro onde os desabrigados serão encaminhados. Alguns estão no centro desde segunda-feira (28).

Segundo o xerife, há dúvidas se abrigos na região tenham espaço para atender novos abrigados.

A tempestade Harvey atingiu a costa do Texas no último sábado e, desde então, provocou chuvas torrenciais, principalmente sobre Houston, a quarta maior cidade do país, com seis milhões de habitantes na região metropolitana.

A tormenta continua a atingir a região, enquanto segue lentamente para o Estado vizinho da Louisiana.

Mais de 30 mil pessoas devem precisar de abrigos emergenciais. Autoridades estimam que até 500 mil pessoas vão pedir ajuda do governo federal.

A Agência Federal de Gestão de Emergências disse que enviou 2 milhões de litros de água engarrafada e 2 milhões de refeições para a região. Instituições de caridade e outras agências federais, estaduais e locais vão complementar as doações.

As perdas na região podem ficar entre US$ 30 bilhões e US$ 100 bilhões, de acordo com a Bloomberg, provocadas principalmente pelas inundações. Mas grande parte dos danos não serão cobertos por seguros, já que a cobertura para chuvas pode ser difícil ou cara demais. Dados publicados nesta terça-feira pela empresa Enki Research estimaram o prejuízo em US$ 42 bilhões. Isso colocaria o Harvey entre as cinco tempestades mais caras da história do país.

Internacional