PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Vídeo mostra homem negro desarmado momentos antes de ser baleado por policial nos EUA

Policial agacha sobre homem negro baleado em Houston, no Texas (EUA) - Reprodução de vídeo
Policial agacha sobre homem negro baleado em Houston, no Texas (EUA) Imagem: Reprodução de vídeo

Do UOL, em São Paulo

26/03/2018 20h27

Um vídeo, divulgado na semana passada, mostra os segundos anteriores ao momento em que um policial mata um homem negro desarmado que vagava por uma rua de Houston, no Texas (EUA), com as calças abaixadas e que caminhava em direção ao agente, sob ordens de que parasse.

O vídeo, obtido pelo jornal Houston Chronicle, não mostra o momento exato do tiro porque um carro passa em frente à câmera do celular quando o policial dispara contra o homem.

Um porta-voz da polícia afirmou que o homem morto tinha um objeto não identificado na mão, mas não portava nenhum tipo de arma.

Membros da família identificaram o homem como Danny Ray Thomas, de 34 anos. Segundo os familiares, o rapaz ficou devastado quando seus dois filhos foram mortos em 2016. A mãe das crianças é acusada de afogá-los em uma banheira.

Os policiais estavam respondendo a chamados sobre um homem que estava andando em uma rua com as calças abaixadas e batendo nos carros que estavam estacionados. Antes da chegada do primeiro agente, um motorista chegou a confrontar Thomas. Um policial acabou com a discussão e, no vídeo, pode ser visto apontando a arma para o homem, gritando algumas ordens.

O mesmo policial manda Thomas parar de andar, mas o homem segue se aproximando até que um tiro pode ser ouvido no vídeo. Logo em seguida, o policial se agacha sobre Thomas, que está de bruços na calçada.

A União Americana das Liberdades Civis do Texas (American Civil Liberties Union of Texas, em inglês) divulgou um comunicado no domingo (25) pedindo à polícia que libere qualquer imagem que tenha do tiroteio e que o departamento revise suas políticas para "exigir que a força letal seja usada apenas como um último recurso."

A irmã de Thomas, Kita Thomas, disse que ela e seu irmão sofreram depressão e ajudaram uns aos outros a sobreviver a eventos recentes.

De acordo com os registros judiciais, Sheborah Thomas, mãe dos filhos de Danny Thomas, enfrenta duas acusações de assassinato por supostamente afogar sua filha de 5 anos e seu filho de 7 anos em uma banheira antes de esconder seus corpos sob a casa de um vizinho. em agosto de 2016.

Registros do tribunal mostram que Danny Thomas estava cumprindo uma sentença de prisão por delito relacionado a drogas quando as crianças foram mortas.

(Com informações da AP)

Internacional