Casa Branca volta atrás sobre mísseis e diz que 'todas as opções estão na mesa' para Síria

Do UOL*, em São Paulo

  • Foto: Mikhail Kimentyev/Sputnik/Kreml/Arquivo

A porta-voz da Casa Branca disse na tarde desta quarta-feira (11) que "todas as opções estão na mesa" para responder ao ataque químico ocorrido na Síria no sábado (7). Com a afirmação, Sarah Sanders minimizou ameaças de envio de mísseis feitas pelo presidente Donald Trump mais cedo, via Twitter. 

"Ainda estão conversando com nossos aliados e nenhuma hipótese está descartada", disse Sanders a jornalistas, afirmando que nenhuma decisão foi feita ainda sobre qual ação será tomada. 

Na manhã desta quarta, Trump havia sido mais enfático na rede social: "A Rússia prometeu derrubar qualquer míssil lançado em direção à Síria. Se prepare, Rússia, porque eles estão chegando", escreveu. A premiê britânica Theresa  May disse apoiar uma possível resposta militar. 

Estados Unidos e outros países acusam a o governo sírio, apoiado pela Rússia, de conduzir o ataque, que deixou centenas de mortos e feridos. Tanto Damasco quanto Moscou negam serem responsáveis. 

O Conselho de Segurança se reuniu nesta terça (10) para debater a questão, mas resoluções propostas pelos EUA e pela Rússia foram vetadas um pelo outro. Nesta quarta a Bolívia pediu que o conselho volte a se reunir na quinta para debater tano a "a escalada retórica sobre a Síria e as ameaças de ação militar unilaterais".

(com Reuters) 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos