Topo

Chef, recém-casado, primos e policiais estão entre os mortos no Sri Lanka

Reprodução/Nisangra Mayadunne/Facebook
Nisangra Mayadunne, filha da chef de cozinha Shantha Mayadunne, uma da mais famosas do Sri Lanka, postou uma foto da família tomando café da manhã no Hotel Sangri La, na capital Colombo, um dos alvos da série de atentados a bomba que atingiram o país Imagem: Reprodução/Nisangra Mayadunne/Facebook

Do UOL*

2019-04-21T17:34:33

21/04/2019 17h34

Uma das chefs de cozinha mais famosas do Sri Lanka, Shantha Mayadunne está entre as vítimas dos atentados que deixaram mais de 200 mortos no país neste Domingo de Páscoa. A cozinheira chegou a tirar uma selfie em família antes de morrer.

Entre os mortos, há identificados ao menos 35 cidadãos de 27 nacionalidades, segundo afirmou o governo cingalês ao jornal Público. Também foram registrados 400 feridos em diferentes situações de gravidade, o que pode aumentar o número de vítimas fatais.

Já foram identificados mortos de Reino Unido, Índia, China, Portugal, Alemanha, Turquia, Índia e Dinamarca, por exemplo. O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, também afirmou hoje que "há vários cidadãos dos EUA entre os mortos", mas não precisou o número.

"A embaixada dos EUA está trabalhando de forma incansável para proporcionar toda a assistência possível aos afetados pelos ataques e seus familiares", continuou ele.

Uma série de ao menos oito ataques a bomba contra três igrejas e quatro hotéis deixou mais de 200 mortos no Sri Lanka, quando cristãos comemoravam a Páscoa.

Série de explosões deixa mortos em três cidades no Sri Lanka

UOL Notícias

Filha publicou imagem do último café da manhã

A imagem do último café da manhã da chef de cozinha foi publicada pela filha de Shantha, Nisangra, que também morreu nos atentados. A foto tinha a legenda "Easter breakfast with family", ou "Café da manhã de Páscoa em família".

A chef, que estrelava programas de televisão no Sri Lanka, estava hospedada no Hotel Sangri-Lá, na capital Colombo, um dos alvos da série de atentados a bomba que atingiram o país.

Shantha Mayadunne entrou para a história do Sri Lanka como a primeira chef a conduzir um programa de culinária ao vivo na televisão. Ela, que já tinha vencido vários prêmios de gastronomia, publicou dois livros, "Rasa Bojun", em 2001, e "Rasa Bojun 2", em 2005.

"Estou chocada. Não sei o que dizer", lamentou Radha Fonseca, uma amiga de Nisanga. Ela destacou ao jornal britânico "The Guardian" que a garota era uma aluna "brilhante e inteligente".

Português estava em lua de mel

Outra vítima foi o português Rui Lucas, de cerca de 30 anos. Ele estava em lua de mel, segundo o jornal Público. Lucas e a mulher estavam hospedados no hotel Kingsbury de Colombo, a capital do país.

Natural de Viseu, Lucas se casou na semana passada. A mulher dele pediu apoio ao governo de Portugal para regressar "rapidamente" a seu país natal.

Dois primos chineses também foram mortos nos ataques, anunciou a imprensa da China. Os corpos já foram identificados por suas famílias, de acordo com a emissora norte-americana CNN.

Policiais foram mortos investigando ataques

Três policiais que investigavam os ataques estão entre os mortos. A informação foi dada pelo porta-voz da polícia Ruwan Gunasekara. Segundo ele, um subinspetor e mais três agentes subordinados a ele entraram em uma casa num subúrbio da cidade de Colombo chamado Dematagoda. O objetivo era colher depoimentos sobre os ataques.

Mas, enquanto estavam lá, houve duas explosões, contou Gunasekara em uma entrevista coletiva. "O subinspetor e dois agentes de polícia foram mortos e um agente foi levado ao hospital nacional com ferimentos", contou o porta-voz.

* Com agências internacionais

Mais Internacional