PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: prefeito de Nova York dá a liberdade para 300 presos

"O fim está próximo", diz manifestante em cartaz sobre coronavírus na Times Square, em Nova York (EUA) - Johannes Eisele/AFP
"O fim está próximo", diz manifestante em cartaz sobre coronavírus na Times Square, em Nova York (EUA) Imagem: Johannes Eisele/AFP

Do UOL, em São Paulo

24/03/2020 19h16

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, afirmou hoje que 300 presos serão soltos imediatamente por medo da epidemia do coronavírus. Todos os que são elegíveis para a iniciativa são presos da cidade condenados por delitos e crimes não-violentos e com menos de um ano de prisão.

O prefeito ainda observou que existem alguns presos nesta categoria, com acusações de violência doméstica ou ofensa sexual, que a cidade determinou que não serão libertados no momento.

Há mais 100 detentos aguardando julgamento que exigiriam ação dos promotores, informou a CNN, por isso a cidade trabalhará para determinar se alguns desses presos podem ser libertados.

Outros 700 detentos que são "violadores técnicos da liberdade condicional" também estarão sob consideração para receberam liberdade, e a cidade trabalhará com as autoridades estaduais nas conversas em andamento, disse Blasio

O comissário do Departamento de Polícia de Nova York, Dermot Shea, afirmou que a decisão foi muito difícil, mas que ele estava de acordo com o prefeito e que a a ordem se baseia no desejo de ajudar os outros.

Internacional