PUBLICIDADE
Topo

Nova York vai libertar cerca de 900 presos por conta do coronavírus

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio - Getty Images
O prefeito de Nova York, Bill de Blasio Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

31/03/2020 16h43

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, afirmou hoje que o sistema prisional da cidade vai libertar cerca de 900 presos por conta do coronavírus. Segundo dados de 2018, a cidade tinha mais de 8 mil pessoas encarceradas.

Além disso, de Blasio também pediu que a Secretaria de Direitos Humanos da cidade investigue a Amazon por conta da demissão de um funcionário.

Christian Smalls fez um tweet relatando que pessoas com covid-19 estavam trabalhando nos armazéns da empresa.

Em comunicado, a Amazon disse que Smalls fez declarações "enganosas" e que a empresa está tomando "medidas extremas para manter as pessoas seguras".

Coronavírus