PUBLICIDADE
Topo

Rússia oferece ajuda humanitária aos EUA para combater o coronavírus

Os presidentes da Rússia, Vladimir Putin , e dos EUA, Donald Trump, se cumprimentam no G20, em  Osaka (Japão) - Kevin Lamarque/Reuters
Os presidentes da Rússia, Vladimir Putin , e dos EUA, Donald Trump, se cumprimentam no G20, em Osaka (Japão) Imagem: Kevin Lamarque/Reuters

Do UOL, em São Paulo

31/03/2020 19h14

A Rússia está enviando ajuda médica para os Estados Unidos, país que se tornou o mais atingido pela pandemia do novo coronavírus, segundo informou um porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, em fala reproduzida pela agência Reuters.

A proposta foi oferecida por meio de contato telefônico realizado ontem, quando os dois presidentes discutiram sobre a questão do coronavírus e também do petróleo. "Trump aceitou com gratidão essa ajuda humanitária", afirmou o porta-voz.

Além dos Estados Unidos, Rússia também ofereceu ajuda à Itália, país europeu que mais tem sofrido com a pandemia.

Os casos declarados de coronavírus nos Estados Unidos superaram os 174.400 nesta terça, segundo uma contagem da Universidade John Hopkins, com mais de 3.416 mortos. Mais do que os mortos nos atentados de 11 de setembro de 2001.

A cifra também supera o número de mortos por coronavírus reportado na China: 3.309 pessoas.

A maioria dos casos e das mortes se concentra em Nova York, que se tornou rapidamente o epicentro do surto nos Estados Unidos, depois que o estado anunciou seu primeiro caso, em 1º de março.

Durante a conversa por telefone, Trump e Putin também comentaram a delicada situação do mercado mundial de petróleo e definiram que os responsáveis de Energia de ambos os países debateriam o assunto.

Internacional