PUBLICIDADE
Topo

Enfermeiro mata namorada médica depois de acusá-la de passar a covid-19

Antonio De Pace, 28, e Lorena Quaranta, 27 - Reprodução / Facebook
Antonio De Pace, 28, e Lorena Quaranta, 27 Imagem: Reprodução / Facebook

Do UOL, em São Paulo

02/04/2020 09h34

O italiano Antonio De Pace, 28, assumiu ter matado a namorada Lorena Quaranta, 27, por estrangulamento. O enfermeiro acusou a médica recém-formada a de ter transmitido a ele a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. As informações são do Daily Mail.

Ainda de acordo com a publicação, após o assassinato da namorada, De Pace teria ligado para a polícia confessando o crime e cortado os próprios pulsos.

De acordo com a imprensa italiana, porém, as autoridades duvidam da história do enfermeiro, porque as primeiras indicações de testes realizados sugerem que nem ele, e nem sua namorada, estavam com a covid-19.

Os dois moravam em Messina, na Sicília, e foram convocados para ajudar no combate ao novo vírus.

Reitora da universidade que Lorena cursou medicina, Salvatore Cuzzocrea disse ao Giornale di Sicilia que o diploma da futura médica será entregue à família como uma homenagem.

Coronavírus