PUBLICIDADE
Topo

Centro de epidemiologia teme que faltem leitos e ventiladores na Alemanha

20.mar.2020 - Pessoas com máscaras de proteção contra o coronavírus em ruas de Berlim, na Alemanha - Odd ANDERSEN / AFP
20.mar.2020 - Pessoas com máscaras de proteção contra o coronavírus em ruas de Berlim, na Alemanha Imagem: Odd ANDERSEN / AFP

Do UOL, em São Paulo

03/04/2020 08h27

Com o aumento no número de casos do novo coronavírus no país, o instituto Robert Koch, centro de controle de doenças e referência em epidemiologia na Alemanha, teme que faltem leitos de cuidado intensivo e ventiladores mecânicos nos hospitais.

"Estou muito feliz que aumentamos a oferta de ventiladores mecânicos e leitos. Ainda assim, não estou certa de que isso será suficiente", disse Lothar Wieler, chefe do instituto.

De acordo com o instituto, i número de pessoas infectadas na Alemanha subiu nas últimas 24 horas em 6.156, com um total de 73.522, enquanto o número de mortos é de 872 - 140 entre ontem e hoje.

"Quanto mais ventiladores e leitos em UTI tivermos, mas vidas salvaremos. Mais pessoas vão morrer de covid-19 do que será informado", completou Wieler.

A Alemanha recebeu pacientes infectados da Itália e enviou 50 ventiladores para a Espanha, segundo informou a CNN. Os dois países são os mais afetados pela crise do coronavírus.

O país é o quinto mais infectado do mundo, atrás de Estados Unidos (215.417), Itália (110.574), Espanha (104.118) e China (82.381), segundo a instituição americana.

Coronavírus