PUBLICIDADE
Topo

Governador de Nova York reforça que máscaras não substituem a quarentena

Para o governador de Nova York, as pessoas não devem relaxar na proteção - SAM HODGSON/NYT
Para o governador de Nova York, as pessoas não devem relaxar na proteção Imagem: SAM HODGSON/NYT

Do UOL, em São Paulo

03/04/2020 13h54

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, defendeu nesta sexta-feira que o uso das máscaras não deve ser motivo para as pessoas relaxarem diante do novo coronavírus. Para ele, o distanciamento social ainda é fundamental para o enfrentamento da pandemia.

A cidade de Nova York é epicentro do surto mortal da covid-19 nos Estados Unidos e já registrou quase 50 mil casos confirmados, incluindo 1.562 mortes.

"Eu acho justo dizer que as máscaras não poderiam prejudicar, a menos que elas deem a você uma falsa sensação de segurança", disse Cuomo, segundo informações da CNN.

"Poderiam ajudar? Acho justo dizer que sim, mas não tenha a falsa sensação de segurança de que agora você não precisa se distanciar socialmente e não precisa tomar as precauções porque está usando uma bandana ", afirmou.

O comentário veio em meio a novas recomendações de alguns países (alguns obrigando) para que todas as pessoas usem coberturas para o rosto (pode ser lenços ou máscaras feitas em casa) quando saírem ou estiverem perto de outras pessoas. A ideia é ser mais uma barreira para proteção.

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, também disse hoje que a próxima semana será "muito mais difícil" em relação ao crescimento do número de casos de pessoas com a covid-19.

Este domingo (5) será considerado o "dia D" para a cidade, pois não terá mais ventiladores disponíveis para ajudar os pacientes mais graves.

Coronavírus