PUBLICIDADE
Topo

Covid-19: Espanhol é preso acusado de roubar e vender 2 milhões de máscaras

Do UOL, em São Paulo

06/04/2020 17h26

A Polícia Autônoma da Galícia, na Espanha, prendeu um empresário da cidade de Santiago de Compostela sob acusação de participar do roubo de cerca de dois milhões de máscaras cirúrgicas e outros equipamentos médicos utilizados no combate ao novo coronavírus. A informação foi divulgada hoje pelo jornal El Mundo.

Os insumos estavam em um navio atracado na costa da Galícia. Embora a investigação do crime ainda esteja em andamento, autoridades locais acreditam que o material tenha sido vendido a uma empresa de Portugal. Forças de segurança do país vizinho já foram contatadas para colaboras no caso.

Não há informações concretas a respeito da data do crime, avaliado em 5 milhões de euros (pouco mais de R$ 28,5 milhões). Segundo o jornal, apenas cerca de mil máscaras ficaram na embarcação. A carga pertencia a uma empresa médica falida.

Coronavírus