PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Premiê propõe semana com 4 dias de trabalho para reestruturar Nova Zelândia

Jacinda Arden, primeira-ministra da Nova Zelândia - Getty Images
Jacinda Arden, primeira-ministra da Nova Zelândia Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

20/05/2020 09h22

A primeira ministra da Nova Zelândia Jacinda Ardern propôs que os donos de empresa consideram uma semana de trabalho com quatro dias na retomada das atividades no país.

Segundo a ministra, opções de trabalho mais flexíveis contribuiriam para impulsionar o turismo enquanto as fronteiras permanecerem fechadas e dariam tempo aos trabalhadores para que se readaptem à rotina pós-pandemia. Arden comentou as opções que vem recebendo de empresários e trabalhadores durante uma entrevista ao vivo via Facebook ontem.

"Ouvi muitas sugestões de que deveríamos ter uma semana de trabalho de quatro dias. Ultimamente, essa tem sido uma decisão entre empregadores e empregados. Mas, como já dissemos, aprendemos muitas coisas com a covid e que podemos ter produtividade com a flexibilidade do trabalho de casa", disse ela.

Segundo a ela, muitos neozelandeses vem comentando que viajariam mais pelo país se tivessem mais flexibilidade no trabalho.

"Eu realmente incentivaria as pessoas a pensarem nisso. Se você é um empregador e está em posição de fazê-lo, pense se isso é algo que funcionaria no seu local de trabalho, pois certamente ajudaria o turismo em todo o país", finalizou ela.

No início desta semana, uma pesquisa apontou Ardern como a primeira-ministra mais popular da Nova Zelândia em um século devido à sua gestão na crise do coronavírus.

Coronavírus