PUBLICIDADE
Topo

Protestos antirracistas saem dos EUA e chegam a Berlim, Londres e Toronto

Apoiadores do movimento Black Lives Matter protestam em frente ao Portão de Brandembrugo, em Berlim, após a morte de George Floyd em Minneapolis (EUA) no início da semana - Michelle Tantussi/Efe
Apoiadores do movimento Black Lives Matter protestam em frente ao Portão de Brandembrugo, em Berlim, após a morte de George Floyd em Minneapolis (EUA) no início da semana Imagem: Michelle Tantussi/Efe

Do UOL, em São Paulo*

31/05/2020 10h33

Aos menos três países, além dos Estados Unidos, registraram manifestações antirracistas ontem. Os protestos ocorreram em Berlim (Alemanha), Londres (Inglaterra) e Toronto (Canadá).

As manifestações começaram após de um homem norte-americano negro, George Floyd, 46, na última segunda-feira (25), em Minneapolis, no estado norte-americano de Minnesota. Floyd morreu após um policial branco imobilizá-lo com o joelho sobre seu pescoço. Nos EUA, os protestos já duram cinco dias, com atos violentos e três mortes registradas.

Em Berlim, a concentração foi em frente à Embaixada dos Estados Unidos. A manifestação organizada por apoiadores do movimento Black Lives Matter (vidas negras importam) reuniu milhares de pessoas, que gritaram frase contra o racismo.

Em Londres, milhares de pessoas marcharam pelas ruas de Peckham, bairro que reúne grande número de negros e imigrantes. Os manifestantes carregavam faixas e banners pedindo justiça para George Floyd e também contra o preconceito no Reino Unido.

Manifestantes antirracismo marcham em Londres

Band News

Também houve uma aglomeração menor em frente à embaixada norte-americana.

Novos protestos ocorrem na capital inglesa hoje, de acordo com vídeos publicados no Twitter. Um grupo grande se reuniu na Trafalgar Square, na região central, e entoou gritos de "black lives matter" (vidas negras importam, em português).

Em Toronto, as pessoas foram às ruas para pedir justiça para Floyd e também uma resposta para a morte de Regis Korchinski-Paquet, uma mulher negra que caiu da sacada de seu apartamento após fazer uma chamada para a polícia.

(*Com agências internacionais)

Internacional