PUBLICIDADE
Topo

EUA: petição pede que Ku Klux Klan seja considerada organização terrorista

Divisões diferentes da Ku Klux Klan discriminam afro-americanos, judeus e imigrantes; mais recentemente, também há atos de discriminação contra a comunidade LGBT - Getty Images
Divisões diferentes da Ku Klux Klan discriminam afro-americanos, judeus e imigrantes; mais recentemente, também há atos de discriminação contra a comunidade LGBT Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

09/06/2020 17h41

Uma petição online aberta nos Estados Unidos que pede que a Ku Klux Klan seja considerada uma organização terrorista já reuniu mais de 180 mil assinaturas.

"A KKK é um grupo de ódio supremacista branco que tem histórico de terrorismo, incluindo incontáveis agressões públicas e assassinatos. O ódio não deve ser uma maneira de reunir as comunidades, nem deve ser permitido ou tolerado", diz o documento.

A KKK é considerada o grupo de ódio mais antigo e famoso nos Estados Unidos, e tem como alvo pessoas de cor, minorias religiosas e a comunidade LGBTQ.

Mais duas petições que querem declarar a KKK uma organização terrorista contam com mais de 100 mil assinaturas cada. Outra tinha mais de 86 mil assinaturas até a manhã de hoje.

As petições foram publicadas após o presidente Donald Trump dizer no mês passado que estará "designando a Antifa como uma organização terrorista".

Trump disse que a Antifa, um movimento de ativistas de extrema-esquerda que resistem aos supremacistas brancos e aos neonazistas, está por trás da "violência e vandalismo" nos protestos recentes nos Estados Unidos.

Segundo informou o jornal "The New York Times", as autoridades sugeriram que supremacistas brancos estão por trás dos atos.

Internacional