PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Esse conteúdo é antigo

Policiais de Minneapolis criticam colega que asfixiou George Floyd

Manifestante arremessa pedaço de pedra em delegacia da polícia de Minneapolis, nos EUA, após a morte de George Floyd - Stephen Maturen/Getty Images
Manifestante arremessa pedaço de pedra em delegacia da polícia de Minneapolis, nos EUA, após a morte de George Floyd Imagem: Stephen Maturen/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

11/06/2020 15h28

Diversos oficiais da polícia de Minneapolis publicaram uma carta aberta em que pedem desculpa e condenam as ações de Derek Chauvin que resultaram na morte de George Floyd.

"Derek Chauvin falhou como humano e tirou George Floyd de sua dignidade e vida. Isso não é quem somos", dizem os policiais na carta que foi divulgada pelo jornal local Star Tribune.

A carta é uma tentativa de recuperar a confiança da população depois que a morte de Floyd gerou uma onda de protestos contra o racismo que se espalhou pelos Estados Unidos e pelo mundo.

Floyd, um homem negro, foi asfixiado por Chauvin, um policial branco, por quase nove minutos.

No último fim de semana, a prefeitura anunciou a decisão de desmantelar o atual departamento de polícia e refundá-lo do zero.

Internacional