PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Senador dos EUA sugere que negros morrem mais por 'não lavarem bem as mãos'

O senador republicano Steve Huffman durante sessão do Comitê de Saúde do Senado dos EUA - Reprodução/The Ohio Channel
O senador republicano Steve Huffman durante sessão do Comitê de Saúde do Senado dos EUA Imagem: Reprodução/The Ohio Channel

Do UOL, em São Paulo

11/06/2020 09h53Atualizada em 11/06/2020 13h04

O senador republicano Steve Huffman (Ohio) fez uma insinuação racista na sessão de terça-feira (9) do Comitê de Saúde do Senado dos Estados Unidos. Ele questionou se a maior mortalidade por coronavírus entre os negros estaria ligada ao fato de eles "não lavarem tão bem as mãos" quanto outros grupos.

Um estudo conduzido pelo laboratório APM Research Lab —e publicado no final de maio— mostrou que, nos Estados Unidos, os negros têm morrido de covid-19 quase três vezes mais do que os brancos.

"Poderia ser que afroamericanos ou a população negra não lava as mãos tão bem quanto outros grupos? Ou usam máscaras? Ou não mantêm o distanciamento social entre eles? Poderia ser essa a explicação para a maior incidência [de mortes por covid-19 entre os negros]?", questionou o senador.

Huffman fez a pergunta retórica ao ser questionado pela diretora da Comissão de Saúde das Minorias de Ohio, Angela Dawson, sobre políticas públicas de saúde para os negros durante a pandemia.

Após o senador sugerir que a maior mortalidade entre os negros poderia estar ligada à higiene, Dawson, que é negra, retrucou dizendo que essa não era a opinião das autoridades de saúde norte-americana.

"Todos precisam lavar as mãos? Com certeza, mas não é aí que você vai encontrar a variação e a razão por que essas populações sejam mais vulneráveis", afirmou.

Coronavírus