PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Não votarei em Trump, diz Bolton, ex-assessor do presidente

John Bolton, conselheiro de Donald Trump - Jim Young/Reuters
John Bolton, conselheiro de Donald Trump Imagem: Jim Young/Reuters

Do UOL, em São Paulo

21/06/2020 21h08

Ex-assessor de Segurança do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, John Bolton afirmou que não votará novamente em Donald Trump nas eleições presidenciais deste ano.

"Em 2016 votei em Trump ao invés de Hillary Clinton", disse Bolton em entrevista ao jornal "The Telegraph". "Agora, vendo a administração dele de perto, não posso fazer isso de novo. Minha preocupação é com o país, e ele não representa a causa republicana que eu gostaria que retornasse", acrescentou.

Em um primeiro momento, o jornal "The Telegraph" publicou que Bolton teria dito que votaria em Joe Biden. Porém, posteriormente, a informação foi alterada, ressaltando que o ex-assessor declarou a opção de não votar em Trump, sem anunciar em quem votará.

O republicano, alvo de críticas recentes de Trump após escrever um livro de memórias, afirmou que constatou problemas de gestão no presidente.

"O presidente não tem uma filosofia ou estratégia consistente", afirmou. "Ele não sabe a diferença entre interesses nacionais dos Estados Unidos e interesses pessoais de Donald Trump. Essa confusão acerca dos interesses dele e do país é muito perigosa para nós", disse.

"Ele veio com pouquíssimo conhecimento sobre como funciona o governo e não teve interesse em aprender", continuou. "Não houve nenhum presidente que, recentemente, seguiu esta abordagem".

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do publicado na home-page do UOL, no título da matéria e nos dois primeiros parágrafos da matéria, John Bolton não afirmou que votará em Joe Biden. A informação foi dada incorretamente pelo jornal "The Telegraph" e depois corrigida. A informação foi alterada.

Internacional