PUBLICIDADE
Topo

Assassino de Golden State: ex-policial de 74 anos admite culpa por crimes

24.abril.2018 - Joseph James Deangelo, 72, é preso pela polícia de Sacramento, nos EUA; testes de DNA apontam o homem como o "assassino de Golden State", que matou 12 pessoas e estuprou 45 nos anos 1970 e 1980 - Departamento de Polícia de Sacramento/Reuters
24.abril.2018 - Joseph James Deangelo, 72, é preso pela polícia de Sacramento, nos EUA; testes de DNA apontam o homem como o "assassino de Golden State", que matou 12 pessoas e estuprou 45 nos anos 1970 e 1980 Imagem: Departamento de Polícia de Sacramento/Reuters

Do UOL, em São Paulo*

29/06/2020 16h38

Um temido serial killer da Califórnia, que ficou conhecido como o "assassino de Golden State", se declarou culpado hoje por assassinar 13 pessoas e pelo sequestro e estupro de dezenas de mulheres nas décadas de 1970 e 1980. Ele passará o resto de sua vida na prisão.

Joseph James DeAngelo, 74 anos, respondeu ser "culpado", com uma voz fraca e rouca, após ser questionado pelo juiz sobre as acusações contra ele.

O criminoso usou uma roupa de presidiário e um protetor facial de acrílico devido ao coronavírus no julgamento de hoje, realizado em um tribunal instalado no salão da Universidade de Sacramento, também por conta da pandemia.

Um acordo com as autoridades poupa DeAngelo de qualquer chance de pena de morte.

Os promotores que haviam buscado a pena citaram o caso altamente complicado e a idade avançada de muitas das vítimas e testemunhas ao concordar em considerar o acordo. A condenação ainda não foi anunciada.

O promotor do condado de Sacramento, Thien Ho, disse que DeAngelo fez declarações incriminatórias após sua prisão em 2018, alegando que ele foi conduzido por uma força interna que não podia controlar.

"Eu não queria fazer essas coisas", disse DeAngelo, de acordo com Ho, "eu destruí a vida delas. Então agora eu tenho que pagar o preço". Ho disse hoje que chegou o dia de DeAngelo pagar esse preço.

O primeiro registro de um estupro cometido pelo homem é de junho de 1976. A vítima foi atacada dentro de sua casa enquanto ela dormia com seu filho de três anos. Desde então, a polícia só tinha detalhes de um retrato falado e as amostras de DNA.

A Polícia de Sacramento, na Califórnia, prendeu DeAngelo em abril de 2018. O FBI ofereceu uma recompensa de US$ 50 mil por qualquer informação que resultasse na captura do suspeito, que também teria roubado mais de 120 casas.

*Com informações da AFP

Internacional