PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Beirute: Percebemos onda de choque e um ruído forte, diz militar brasileiro

Do UOL, em São Paulo

04/08/2020 14h24

A Marinha do Brasil possui uma embarcação no litoral do Líbano, mas que estava distante da capital Beirute. A cidade foi palco de uma grande explosão hoje.

Segundo informou a própria Marinha, a fragata Independência está operando normalmente no mar, "distante do local da explosão". A embarcação faz parte da FTM-Unifil (Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano). Nenhum militar brasileiro se feriu.

Em entrevista à Globonews, o contra-almirante Sergio Renato Berna Salgueirinho, responsável pela embarcação, informou que os militares perceberam a onda de choque e o posterior ruído enquanto faziam a patrulha nos arredores do porto da capital libanesa.

"Nosso navio estava realizando a patrulha, uma atividade normal que a gente faz. Nosso setor de patrulha hoje era próximo da entrada do porto de Beirute. Estávamos a cerca de 15 km da entrada do porto. Percebemos uma onda de choque, seguida de um ruído bastante forte. Quando a gente avistou, já havia uma coluna de fumaça de cor rosada. Foi quando a gente percebeu que havia acontecido algo grave. Fizemos contato com a nossa unidade no porto, um navio de Bangladesh que faz parte da Força Tarefa Marítima da Unifil, para a gente verificar como estava a situação desse nosso pessoal", relatou o militar.

Dezenas de mortes foram anunciadas pelas autoridades, que confirmaram mais de 2,5 mil feridos. O local do incidente armazenava conteúdo explosivo.

Confira a nota divulgada pela Marinha:

"A Marinha do Brasil (MB) informa, com relação à explosão ocorrida em Beirute, hoje, que todos os militares componentes da Força Tarefa Marítima (Unifil) da MB estão bem e não há feridos", diz a nota divulgada pelo Centro de Comunicação Social da Marinha.

"A Fragata Independência encontra-se operando no mar, normalmente. O navio estava distante do local onde ocorreu a explosão. Outras informações serão passadas tempestivamente."

Internacional