PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Instalação inglesa reúne 220 pessoas nuas com máscaras e distanciamento

Uma instalação em Londres do fotógrafo Spencer Tunick reuniu 220 pessoas nuas com máscaras e praticando distanciamento social - Getty Images/iStockphoto
Uma instalação em Londres do fotógrafo Spencer Tunick reuniu 220 pessoas nuas com máscaras e praticando distanciamento social Imagem: Getty Images/iStockphoto

Do UOL, em São Paulo

17/09/2020 17h11Atualizada em 17/09/2020 18h04

Uma instalação no Alexandra Palace, em Londres, chamada "Todos Juntos", reuniu 220 pessoas nuas em distanciamento social. Usando apenas máscaras, o grupo foi fotografado pelo artista Spencer Tunick, em parceria com a Sky Arts. O ensaio foi publicado hoje.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, esta foi a primeira grande obra de arte participativa do Reino Unido. Segundo os organizadores, um de seus objetivos é incentivar o uso de máscaras e o distanciamento social.

Para isso, mesmo que não pareça por causa da perspectiva, todos os modelos estiveram a pelo menos 1 metro de distância entre si, com exceção das duplas.

Fotografados nas primeiras horas da manhã, os voluntários, pessoas de todas as idades, sexos e classes sociais — incluindo médicos, faxineiras, professores e funcionários públicos — foram organizados em filas com o uso de um megafone.

O que pensa o autor

Tunick, que é conhecido por usar nudez em público em suas obras, tem exibido seu trabalho no mundo inteiro usando milhares de voluntários há mais de 25 anos.

"A realidade de massas de pessoas próximas — ombro a ombro, pele tocando pele — pode ser algo do passado por enquanto, mas ainda existe o desejo por essa conectividade natural, talvez mais agora do que nunca", afirmou o artista sobre seu novo projeto

Já o diretor da Sky Arts, Phil Edgar Jones, chamou o ensaio de "um momento cultural marcante... demonstrando que a arte é para — e sobre — todos".

Internacional