PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Cirurgiões britânicos salvam vida de mulher drenando sangue do corpo dela

Shelly Rowley agora enfrenta agora uma batalha contra o câncer de mama - Reprodução/BBC
Shelly Rowley agora enfrenta agora uma batalha contra o câncer de mama Imagem: Reprodução/BBC

Do UOL, em São Paulo

01/10/2020 16h51

Cirurgiões britânicos salvaram a vida de uma mulher de 55 anos por meio de um raro e delicado: todo o sangue dela foi drenado e, depois, reinserido no corpo. Pode parecer história de vampiro, mas a cirurgia tem nome: tromboendarterectomia pulmonar.

O corpo de Shelly Rowley teve sua temperatura reduzida a 20°C, metade da temperatuda norma, para evitar danos aos órgãos vitais. Ela então teve todo o sangue drenado para permitir acesso dos médicos às artérias pulmonares dela, tomadas por coágulos que atrapalhavam a respiração.

"O mais impressionante desse procedimento é a necessidade de drenar todo o sangue do corpo para permitir que o cirurgião enxergue os coágulos", explica David Jenkins, médico responsável pela operação.

Embora tenha admitido estar "muito nervosa" antes da cirurgia, Shelly fez boa recuperação e já consegue praticar atividades fisicas que não conseguia anteriormente por falta de fôlego. O procedimento teve de ser adiantado porque ela também luta contra um câncer de mama.

Toda a operação aconteceu no hospital Royal Papworth, em Cambridgeshire, na Inglaterra. Trata-se do único centro hospitalar britânico com cirurgiões capazes de executarem a operação.

Internacional