PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Esse conteúdo é antigo

Mais de 1 milhão de pessoas já votaram pelo correio na Califórnia

Donald Trump e Joe Biden em palco do primeiro debate presidencial - SAUL LOEB / AFP
Donald Trump e Joe Biden em palco do primeiro debate presidencial
Imagem: SAUL LOEB / AFP

Do UOL, em São Paulo

13/10/2020 20h33

Mais de 1 milhão de pessoas já votaram pelo correio na Califórnia, segundo informou a Secretaria de Estado nas redes sociais. Em 2016, no mesmo período, o número foi de 72 mil. As eleições americanas entre o republicano Donald Trump e o democrata Joe Biden estão marcadas para o dia 3 de novembro.

Segundo a agência de notícias Reuters, a Califórnia foi o primeiro estado norte-americano a enviar cédulas por correio para todos os eleitores registrados nas eleições de novembro como resultado da pandemia de coronavírus, a fim de proteger o acesso dos eleitores e a segurança pública.

Ao todo, mais de 21 milhões de cédulas foram enviadas pela Califórnia, mais do que qualquer estado do país, de acordo com informação publicada pelo Los Angeles Times.

Democratas nos Estados Unidos têm dito que as cédulas por correio são necessárias para manter a participação em novembro. Os republicanos, incluindo o presidente Donald Trump, alegam que a votação por correio é suscetível a fraude.

Nos EUA, o voto pelo correio tem duas formas de ser feito e é diferente de estado para estado, porque cada um tem a sua regra eleitoral. Colorado, Havaí, Oregon, o estado de Washington e Utah são unidades da federação que enviam cédulas pelo correio aos eleitores registrados para votar.

Noutros estados, é preciso requisitar a cédula à autoridade eleitoral. Em alguns, exige-se um motivo para esse pedido. Também a depender da legislação local, o eleitor pode devolver a cédula via correio ou depositá-la numa seção eleitoral previamente aberta.

O voto pelo correio tende a ser mais usado na pandemia. Até o ano passado, 33 dos 50 estados americanos não pediam justificativa para autorizar essa modalidade. Com a covid-19, há pressão para que mais estados facilitem a escolha postal.

"Maior golpe de todos os tempos"

Sem provas, o presidente Donald Trump já declarou que a adoção do voto por correio para evitar a propagação do novo coronavírus seria "o maior golpe de todos os tempos":

"Dezenas de milhões de cédulas [de voto] são enviadas a todo mundo e seus cachorros, cachorros vão receber, pessoas que estão mortas há 25 anos vão receber. Você precisa ver o que está acontecendo. Então, você nunca terá uma eleição justa", declarou Trump em entrevista à Fox News.

Internacional