PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Trump cita 'fim da pandemia' como uma conquista, mas casos quebram recordes

Donald Trump disse que recordes foram quebrados porque as testagens aumentaram - Pool / Getty Images / AFP
Donald Trump disse que recordes foram quebrados porque as testagens aumentaram Imagem: Pool / Getty Images / AFP

Colaboração para o UOL

28/10/2020 14h51

Ao listar conquistas do próprio governo, o presidente Donald Trump incluiu o fim da pandemia de covid-19, em um comunicado oficial divulgado hoje. Mas os Estados Unidos estão registrando quebra de recordes de casos.

A Casa Branca incluiu o fim da pandemia em uma lista de realizações científicas e tecnológicas do governo Trump.

"Fim da pandemia de covid-19. Desde o início da pandemia, o governo tomou medidas decisivas para envolver cientistas e profissionais de saúde na academia, indústria e governo para compreender, tratar e derrotar a doença", listou o governo.

A porta-voz do gabinete, Kristina Baum, foi questionada sobre o assunto pela CNN e disse que "o grande trabalho que o governo Trump está fazendo para acabar com a pandemia é uma prioridade máxima e vale a pena destacar".

Mas a diretora de comunicações da Casa Branca, Alyssa Farah, admitiu que o comunicado foi mal escrito.

"A intenção era dizer que é nosso objetivo acabar com o vírus. Mas o que eu diria é o seguinte: por causa da liderança do presidente, estamos superando o vírus", acrescentou.

Os números mostram que os casos de covid-19 estão aumentando nos EUA. A média da semana passada foi um recorde, com 68.767 casos por dia. O maior registro da história aconteceu no sábado, com 83.757 casos novos em um só dia.

O presidente Donald Trump disse que esses recordes só aconteceram porque o número de testes aumentou.

Internacional