PUBLICIDADE
Topo

Eleições Americanas

Invasão em site de campanha de Trump pede dinheiro em troca de informações

O presidente dos EUA Donald Trump teve o site hackeado na noite de hoje - Drew Angerer/Getty Images
O presidente dos EUA Donald Trump teve o site hackeado na noite de hoje Imagem: Drew Angerer/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

27/10/2020 22h21

O site de campanha do presidente dos Estados Unidos Donald Trump, candidato à reeleição, foi hackeado na noite de hoje. Os invasores pediram doações em criptomoedas para divulgar provas de que Trump estaria por trás da criação da covid-19 e que buscava manipular as eleições de 2020.

"No início desta noite, o site da campanha de Trump foi invadido e estamos trabalhando de acordo com as leis para investigar a origem do ataque", escreveu a comunicação a campanha em comunicado oficial veiculado pela imprensa dos EUA. "Não houve exposição de dados confidenciais porque nenhum deles está realmente armazenado no site", diz o restante da nota.

O texto da invasão só foi disponibilizado para alguns usuários. Outros internautas que entraram no site não tiveram acesso às acusações feitas contra o presidente dos EUA.

A página hackeada dizia que o mundo "está cansado de notícias falsas divulgadas diariamente pelo presidente Donald Trump". Ainda, o portal afirmava que havia chegado "o momento da verdade".

O texto alegava que os hackers tiveram total acesso a informações confidenciais de Trump e parentes e que havia provas de que o governo estaria envolvido na origem do novo coronavírus.

Os invasores também afirmaram que Trump estava em conluio com outros países para manipular as eleições norte-americanas de 2020 - nas quais ele enfrenta o democrata Joe Biden.

Eleições Americanas