PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Homem considerado 'onda de crime humana' terá prisão perpétua nos EUA

Shomari Legghette, de 47 anos, homem conhecido como "onda de crime humana" - Cook County Sheriff"s Office
Shomari Legghette, de 47 anos, homem conhecido como 'onda de crime humana' Imagem: Cook County Sheriff's Office

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/10/2020 16h25

Shomari Legghette, de 47 anos, conhecido pelo apelido "onda de crime humana", recebeu uma sentença de prisão perpétua ontem, nos EUA. Ele foi considerado culpado de matar o comandante da polícia de Chicago, Paul Bauer, de 53 anos, no mês de março deste ano.

Shomari havia sido condenado também por mais cinco acusações: outro assassinato em primeiro grau, duas acusações de violência armada e mais um homicídio em primeiro grau envolvendo um policial.

Somente ontem, porém, ele foi sentenciado por uma juíza do condado de Cook, no estado de Illinois. "É a sentença deste tribunal que o réu Shomari Legghette deve cumprir prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional", declarou a magistrada.

De acordo com o canal NBC de Chicago, no dia em que assassinou o policial em Chicago, Shomari estava muito bem equipado, com grande volume de equipamentos e entorpecentes, todos ilegais. Tal tese foi amplamente reforçada pela polícia local e no tribunal.

"Ele [o condenado] estava usando uma armadura e um colete à prova de balas, carregando pacotes de cocaína, heroína e maconha", disse a procuradora-assistente Risa Lanier. "[Shomari] estava armado com uma longa estaca de metal e também com uma Glock 9MM, uma pistola semiautomática com um carregador estendido", acrescentou.

O assassinato de Paul Bauer

O crime ocorreu em 13 de fevereiro de 2018, quando policiais percorriam a rua Lower Wacker Drive e viram Shomari urinando na rua, por volta das 13h30 do horário local.

O procurado pela polícia fugiu, mas os oficiais o descreveram via rádio para alertar a patrulha. O policial Paul ouviu a descrição, encontrou o suspeito e o perseguiu por uma escadaria.

Depois de alcançá-lo, mais dois homens desceram as escadas e a partir daí começou uma luta violenta. O agente da polícia recebeu seis tiros, disparados por Shomari. A vítima, que morreu em serviço, trabalhava havia 31 anos no Departamento de Polícia de Chicago.

Internacional