PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Ataque com atirador no Texas deixa uma pessoa morta e sete feridas

Polícia na cena do ataque a tiros em Bryan, no Texas - Reprodução/CNN Internacional
Polícia na cena do ataque a tiros em Bryan, no Texas Imagem: Reprodução/CNN Internacional

Do UOL, em São Paulo

08/04/2021 19h02Atualizada em 09/04/2021 07h04

Um ataque a tiros na cidade de Bryan, no estado do Texas (EUA), deixou uma pessoa morta e sete feridas, quatro delas em estado grave. O tiroteio ocorreu em uma loja de móveis, poucas horas depois de o presidente do país, Joe Biden, revelar planos para lidar com a crise.

O suposto atirador é um homem de 27 anos que foi preso e acusado de assassinato. Ele era funcionário da loja em que aconteceu o tiroteio, informou Eric Buske, chefe da polícia de Bryan City. Seus motivos permanecem desconhecidos no momento.

"Por volta das 14h30, recebemos um chamado para um tiroteio. Os policiais responderam, encontraram várias vítimas e estavam revistando a área, revistando edifícios, procurando mais vítimas", informou Jason James, porta-voz da polícia de Bryan, no leste do Texas.

De acordo com imagens de câmeras do tráfego de veículos da cidade, duas ambulâncias deixaram a 350 Stone City Drive por volta das 14h30 (horário local, às 16h30 no horário de Brasília) em direção ao Hospital regional St. Joseph.

Uma pessoa morreu, confirmou Buske e quatro foram levadas para o hospital em estado crítico. No total, sete pessoas ficaram feridas.

O ministério da Segurança Pública do Texas informou que um oficial também foi ferido a tiros "quando perseguia um indivíduo suspeito de envolvimento no tiroteio de Bryan e está em condição grave, mas estável".

O ataque ocorre após recentes tiroteios em massa no Colorado, Geórgia e Califórnia.

Ontem, Biden qualificou a violência com armas de fogo nos Estados Unidos como uma "epidemia" e uma "vergonha internacional". Ele anunciou várias medidas para tentar reduzir o problema que provoca 40 mil mortes por ano nos Estados Unidos.

Internacional