PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
15 dias

Prisão inglesa desativada vira cenário de jogo imersivo de 'fuga da prisão'

Participantes receberão uniforme de detentos e serão vigiados por "guardas de verdade" - Reprodução/Twitter/@ShrewsburyPris
Participantes receberão uniforme de detentos e serão vigiados por 'guardas de verdade' Imagem: Reprodução/Twitter/@ShrewsburyPris

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/04/2021 13h07

A prisão inglesa de Shrewsbury foi o lar de criminosos de 1793 a 2013. Desativada desde então, a penitenciária irá inaugurar, na próxima quinta-feira (22), um jogo interativo em que os participantes viverão na pele da vida dos prisioneiros por algumas horas. Ganham aqueles que decifrarem os códigos e enigmas espalhados pelo "mapa" e fugirem da prisão.

Adquirida em 2015 por um empresário britânico, a prisão desativada já recebeu visitas guiadas e é tida como atração turística na região da cidade de Birmingham. A criação do jogo faz parte de uma proposta para atrair mais visitantes ao local, no que os organizadores chamam de "maior jogo de fuga do mundo".

Como o personagem Michael Scofield, herói da famosa série "Prison Break", os jogadores devem ativar seus neurônios para escapar enquanto se divertem em "uma descarga de adrenalina com guardas de verdade", conforme descrito no site do local.

Apesar de simular um dia comum na vida dos presidiários, o local tem códigos, enigmas e quebra-cabeças que facilitam a fuga dos visitantes. Afinal de contas, diferentemente de uma prisão real, a ideia é permitir a "fuga" dos que estão ali.

Construída em 1793, a Prisão de Shrewsbury foi notadamente considerada pela imprensa britânica como a prisão mais superlotada da Inglaterra em 2005. Na época, a penitenciária, que cobria uma área de pouco mais de 1,6 hectares, continha 236 prisioneiros para um limite máximo de 178 lugares.

A prisão também oferece visitas guiadas ao prédio, jogos de laser e de lançamento de machado. Lá podem ser organizados casamentos e há até a possibilidade de passar uma noite inteira em uma cela.

Os jogos de fuga acontecerão no primeiro e no terceiro final de semana de cada mês, finalmente inaugurados, após terem sido adiados em razão da pandemia de coronavírus. O jogo imersivo é recomendado para pessoas maiores de 12 anos.

Internacional