PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
7 meses

EUA: Governanta de hotel é espancada até a morte e hóspede é suspeito

Gerald Strader e sua esposa, Tina Strader, espancada e deixada para morrer durante trabalho - Reprodução/ Facebook / Gerald Strader
Gerald Strader e sua esposa, Tina Strader, espancada e deixada para morrer durante trabalho Imagem: Reprodução/ Facebook / Gerald Strader

Do UOL, em São Paulo

23/04/2021 19h02Atualizada em 23/04/2021 20h05

Tina Strader, uma mulher de 45 anos, governanta do hotel Rodeway Inn em Venice, sul do condado de Sarasota na Flórida, nos Estados Unidos, foi espancada violentamente e deixada para morrer dentro do armário de um dos quartos do estabelecimento que morava e trabalhava.

O crime aconteceu na manhã da última terça-feira (20). Em pouco mais de uma hora, o marido da vítima, Gerald Strader, viu uma última mensagem visualizada em seu celular e depois a encontrou inconsciente.

Casados há seis anos e funcionários do hotel, eles moravam ali mesmo e tinham um protocolo para garantir que ela ficasse segura enquanto limpava os quartos.

Tina e Gerald - Reprodução/ Facebook / Gerald Strader - Reprodução/ Facebook / Gerald Strader
Gerald e Tina Strader eram casados desde 2015; ela tinha quatro filhos e três netos
Imagem: Reprodução/ Facebook / Gerald Strader

"Ela me mandava mensagens quando começava a limpeza para que eu soubesse. Normalmente, se é um quarto ruim, ela falava que iria demorar mais ou pedia para eu assumir o trabalho", disse ele em entrevista ao canal WFLA News Channel 8, afiliado da NBC.

Tina mandou mensagem para o marido às 8h49, seu último contato. Percebendo que suas respostas e posteriores mensagens não estavam sendo vistas, Gerald estranhou e resolveu ir atrás da esposa encontrando a porta fechada do quarto que ela limpava.

"O protocolo é manter a porta aberta enquanto limpa o quarto. Mas o hotel estava sem mão de obra desde ontem (segunda) e eu presumi que ela estava em outro andar. Ninguém a tinha visto e quando eu voltei ao primeiro quarto e finalmente abri a porta, a encontrei", declarou.

Hotel em Venice - Reprodução/ YouTube/ FOX 13 Tampa Bay - Reprodução/ YouTube/ FOX 13 Tampa Bay
Hotel Rodenway Inn, de Venice na Flórida (EUA), onde Tina era governanta e gerente de limpeza
Imagem: Reprodução/ YouTube/ FOX 13 Tampa Bay

De acordo com o jornal Miami Herald, ele avistou sua esposa, mãe de quatro filhos e avó de três netos, dentro do armário do quarto com uma toalha enfiada na boca, agredida e inconsciente, segundo os policiais que atenderam o caso.

Cadeirante, Gerald clamou por socorro e recebeu ajuda de outro funcionário, enquanto seguiam instruções para realizarem ressuscitação cardiopulmonar em Tina, até a chegada dos paramédicos. Levada às pressas ao hospital local, Tina não resistiu aos graves ferimentos e faleceu horas depois.

No dia seguinte, o xerife do Condado de Sarasota, Kurt Hoffman, deu uma coletiva de imprensa para falar sobre o crime e já com um suspeito identificado e preso: Stephen Matthew Havrilka, de 30 anos, que estava hospedado no hotel há seis dias no quarto 209.

Xerife do Condado de Sarasota, nos EUA - Reprodução / YouTube/ FOX 13 Tampa Bay - Reprodução / YouTube/ FOX 13 Tampa Bay
Xerife do condado de Sarasota, Kurt Hoffman, durante coletiva de imprensa
Imagem: Reprodução / YouTube/ FOX 13 Tampa Bay

Câmeras de segurança

De acordo com os delegados, o vídeo de vigilância do hotel mostra Tina Strader entrando no quarto 205 às 8h49, mesmo horário da sua última mensagem ao marido. Às 8h50, o suspeito do crime, Havrilka, entra no quarto saindo às 9h04 com uma toalha branca e seus sapatos.

Oito minutos depois, Havrilka pode ser visto novamente pelas câmeras saindo pela porta norte do hotel sem rumo. Ninguém mais é visto entrando no quarto 205, até que o marido de Tina entra no quarto às 10h07.

Mesmo com esforços de reanimá-la, junto com os paramédicos, Tina Strader nunca recuperou a consciência, afirmou o xerife.

Suspeito Havrilka - Reprodução/ YouTube/ FOX 13 Tampa Bay - Reprodução/ YouTube/ FOX 13 Tampa Bay
Suspeito do crime, Stephen Havrilka, de 30 anos, já tinha diversas acusações criminais
Imagem: Reprodução/ YouTube/ FOX 13 Tampa Bay

Prisão

"Nenhuma cena de homicídio é agradável, mas certamente quando um cônjuge é quem a encontra, não consigo imaginar o quão difícil isso foi para ele", compadeceu o xerife Hoffman, colocando-se no papel de marido.

Minutos após atenderem o chamado de Gerald até o hotel, os policiais receberam uma ligação sobre um "homem branco suspeito" usando jeans e sem camisa.

No local, foram necessários cinco policiais para conter Havrilka e encaminhá-lo ao posto de polícia sob custódia. "Ele estava agindo errático, falando tagarelice, começou a se ajoelhar e orar no chão. Parecia estar sob influência de entorpecentes", descreve o relatório de prisão.

A vítima e o suspeito não se conheciam, mas Stephen Havrilka era bastante conhecido pelas autoridades. Ao todo ele soma 34 acusações criminais, 19 condenações e quatro passagens em presídios.

Suspeito preso - Reprodução / YouTube/ FOX 13 Tampa Bay - Reprodução / YouTube/ FOX 13 Tampa Bay
Stephen Havrilka é detido e levado para a Cadeia do Condado de Sarasota, na Flórida (EUA)
Imagem: Reprodução / YouTube/ FOX 13 Tampa Bay

De acordo com a FOX 13 Tampa Bay, embora Hoffman tenha dito que Havrilka tem tatuagens que retratam a supremacia branca e alianças neonazistas, os investigadores disseram não acreditar que o ataque tenha motivação racial, mas reforça o teor bárbaro do crime.

"Ele não conhecia a vítima, mas talvez tenha passado dias observando-a. Não há outra maneira de descrever Havrilka: ele é um animal", declarou o xerife.

Seus crimes anteriores incluem desde roubo de automóvel até violência doméstica com estrangulamento e agressão a idosos com mais de 65 anos. Agora ele está sendo acusado de assassinato e segue preso na cadeia do Condado de Sarasota, sem direito a fiança.

O marido da vítima fez uma declaração para a esposa no seu perfil do Facebook no dia do crime: "17h55, 20 de abril de 2021. Meu mundo inteiro, Tina Strader, faleceu. Assassinada por uma pessoa louca aleatória que a sufocou até a morte enquanto ela estava no trabalho. Em menos de um mês perdi minha mãe e minha esposa...".

At 5:55 P.M. April 20, 2021 My entire world Tina Strader passed away. Murdered by some random crazy person that...

Publicado por Gerald Strader em Terça-feira, 20 de abril de 2021

Internacional