PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Homem joga partida de boliche com bola contendo as cinzas do pai; veja

John Hinkle Jr. decidiu jogar boliche com uma bola na qual ele colocou as cinzas do pai  - Reprodução/John Hinkle/Facebook
John Hinkle Jr. decidiu jogar boliche com uma bola na qual ele colocou as cinzas do pai Imagem: Reprodução/John Hinkle/Facebook

Colaboração para o UOL, em São Paulo

10/05/2021 17h44Atualizada em 10/05/2021 17h44

Ex-campeão de boliche, o americano John Hinkle Jr., de 38 anos, dividia com o pai um enorme amor pela modalidade. E para homenagear o patriarca, que faleceu em 2016, o homem decidiu que daria e ele um presente inusitado: o "jogo perfeito".

Colocando as cinzas do pai dentro de uma bola de boliche, John conquistou 300 pontos em uma partida disputada em 12 de abril, o máximo possível em uma partida de boliche. Nas redes sociais, ao contar sobre a maneira que encontrou para lembrar o familiar, o filho se mostrou emocionado com a conquista.

"Não consigo expressar o que esta noite significa para mim. Acabei de lançar um 300 com a minha bola em que coloquei as cinzas do meu pai. Ele nunca fez um jogo perfeito até AGORA", escreveu o americano, do estado de Illinois, em um post no Facebook. "Noite épica", completou ele.

O ex-campeão de boliche pela Associação Atlética Universitária Nacional (NCAA) disse ao site Central Illinois Proud que demorou para prestar a homenagem porque levou anos até encontrar algum fabricante que deixasse ele colocar as cinzas na bola de boliche.

Ele só conseguiu realizar o tributo ao pai quando uma de suas amigas abriu a própria loja de artigos esportivos e concordou em tentar criar a bola. O americano diz que ela selou as cinzas perfeitamente, logo na primeira tentativa, em dezembro de 2020.

"Estava com lágrimas nos olhos nas 11ª e 12ª jogadas. Não sei dizer para onde foi a última bola, já estava tomado com muitas lágrimas ao jogá-la", recordou o filho, que leva o nome do pai.

"Papai pontuou 298, 299, nunca teve um 300. Eu tive arrepios, calafrios. Ele estava lá. Este é o melhor jogo e definitivamente o mais difícil. Eu estava tremendo", completou.

Agora Hinkle Jr. planeja usar a bola novamente durante a próxima edição de um torneio, segundo a Fox News.

"Por que esse é o último torneio que eu e meu pai jogamos juntos, e terminamos em quarto lugar entre cerca de 84 times. Vou usá-lo neste torneio e ver como fica", concluiu o homem.

Internacional