PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Homem de 24 anos é acusado engravidar menina 12 nos EUA

Juan Miranda-Jara chegou ao hospital ao lado da criança de 12 anos - Reprodução/FOX23 News
Juan Miranda-Jara chegou ao hospital ao lado da criança de 12 anos Imagem: Reprodução/FOX23 News

Do UOL, em São Paulo

26/07/2021 13h04

Um homem de 24 anos de Oklahoma, nos Estados Unidos, foi preso após ser acusado de engravidar uma menina de 12 anos de idade. De acordo com a FOX23 News, Juan Miranda-Jara foi preso ainda no hospital, logo após a criança dar à luz. Ele afirmou às autoridades que os dois viviam uma relação amorosa.

Miranda-Jara apareceu no dia 14 de julho no Hospital Hillcrest, no centro de Tulsa, acompanhando a criança em trabalho de parto. Segundo o policial da cidade, Danny Bean, os dois entraram como um casal na unidade de saúde e ele estava "animado" para recepcionar o filho recém-nascido.

Na ocasião, os médicos ligaram imediatamente para a polícia reportando uma vítima de estupro. Quando os policiais chegaram ao local, Miranda-Jara afirmou que era o pai do bebê que a criança de 12 anos estava prestes a dar à luz e que não entendia o motivo da polícia estar se envolvendo no parto.

Segundo a TV, os policiais acreditaram que o homem esperava ir para a casa com as duas crianças.

"Não recebemos esse tipo de ligação todos os dias", disse Bean à emissora. "Certamente foi uma surpresa para todos os envolvidos."

O caso está sendo investigado na Divisão de Crime Infantil da cidade. Os investigadores estão tentando descobrir como o homem teve acesso à menina e como ela foi capaz de carregar um bebê durante uma gravidez sem ninguém denunciá-lo à polícia.

Conforme a investigação prossegue, é possível que Miranda-Jara possa enfrentar mais acusações pela gravidez de menor idade. De acordo com o Meaww, ele deve voltar ao tribunal dia 26 de agosto.

Ainda, segundo a FOX23 News, o bebê nasceu saudável e sem complicações. Caberá às autoridades de Oklahoma determinar o que acontecerá com as duas crianças.

Internacional