PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Zebras andam pelas ruas de cidade nos EUA e "visitam" moradores

Animais perdidos faziam parte de grupo de 39 zebras e já andam pelas ruas de cidade há 11 dias - Reprodução/Youtube
Animais perdidos faziam parte de grupo de 39 zebras e já andam pelas ruas de cidade há 11 dias Imagem: Reprodução/Youtube

Do UOL, em São Paulo

10/09/2021 20h49Atualizada em 10/09/2021 20h49

Cinco zebras estão desafiando autoridades de Maryland, nos Estados Unidos, depois de fugir de uma fazenda da região.

Nos últimos dias, os animais vêm andando livremente pelas ruas do condado Prince George, inclusive ficando frente a frente com moradores. Em um dos encontros, uma menina de 10 anos, identificada como Layla, correu até o segundo andar de casa para avisar a mãe sobre a presença das "visitas" inusitadas nos fundos da residência.

"Quando ouvi falar disso pela primeira vez eu estava tipo: 'Ok, você está brincando, certo? Zebras?", lembrou Rodney Taylor, chefe da Divisão de Serviços Veterinários do condado, em entrevista ao New York Times.

Ele conta que em 39 anos trabalhando no controle animal da região já vivenciou encontros inesperados com vacas e outros animais comuns em fazendas, mas nunca com zebras.

Os animais perdidos foram avistados pela primeira vez por moradores em 31 de agosto, depois que escaparam de uma propriedade particular em Upper Marlboro, cidade também em Maryland, a apenas 32 km de Washington D.C.

Segundo Taylor, as fugitivas faziam parte de um grupo de 39 zebras, que foram trazidas de uma fazenda na Flórida há apenas duas semanas. Até o momento, o dono da propriedade, identificado como Jerry Holly, não declarou qual era seu objetivo importando os animais, que não eram esperados em nenhum zoológico ou exposição de animais.

Mas apesar da ausência de esclarecimento, o fazendeiro tem a licença governamental necessária para a criação das zebras, esclareceu a autoridade ao NYT.

Ele ainda mantém outros animais selvagens em sua propriedade, como dromedários, cangurus, capivaras, macacos-aranha e lêmures.

As autoridades de proteção animal da região destacam que a procura pelas zebras tem de ser cautelosa, já que elas são animais que se assustam facilmente. No momento, a equipe do condado prepara uma espécie de armadilha, para tentar atrai-las e trancá-las em uma estação de alimentação veterinária. A expectativa é que a operação seja concluída em uma semana.

Internacional