PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
3 meses

Homem que criava mais de 100 cobras é achado morto dentro de casa dos EUA

Polícia encontrou 124 cobras na casa de homem que morreu em Charles County. - Reprodução/NBC4
Polícia encontrou 124 cobras na casa de homem que morreu em Charles County. Imagem: Reprodução/NBC4

Colaboração para o UOL

21/01/2022 11h31

A Polícia Estadual de Maryland, nos Estados Unidos, encontrou um homem de 49 anos morto na própria casa, onde viviam mais de 100 cobras, inclusive venenosas. Segundo o canal CBS Baltimore, os animais estavam presos em aquários em cima de prateleiras distribuídas por toda a extensão da residência, localizada em Charles County.

O homem foi encontrado na quarta-feira (19) por um vizinho que estranhou o fato de não vê-lo por mais de um dia. Ao se deparar com o corpo imóvel no chão, quando olhou pela janela da casa, o vizinho acionou a polícia, que foi até o local para verificar a situação e constatou a morte. A causa ainda não foi esclarecida, mas não havia sinais de crime.

O que mais intrigou os policiais, no fim das contas, foi a quantidade de cobras espalhadas pela casa. Entre o total de 124 espécimes que cercavam o corpo em seus aquários, estavam espécies como mamba-negra e cascavel, conhecidas por serem altamente venenosas.

Cascavel está entre as espécies venenosas encontradas na casa do morto. - iStock - iStock
Cascavel está entre as espécies venenosas encontradas na casa do morto.
Imagem: iStock

De acordo com Jennifer Harris, porta-voz de Charles County, alguns dos répteis ali presentes não podem ser mantidos em cativeiro segundo as leis estaduais de Maryland. "Nosso chefe de controle animal disse que, em seus mais de 30 anos de experiência, ele jamais havia encontrado esse tipo de coisa antes", disse em entrevista à NBC4.

Oficiais locais de controle animal conseguiram isolar as cobras, enquanto as venenosas foram retiradas por especialistas da Carolina da Norte e da Virgínia, que precisaram de horas para realizar o trabalho.

Internacional