PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
3 meses

Mulher é presa após falas antissemitas e cuspir em criança judia nos EUA

Mulher foi presa em Nova York após cuspir em criança judia - Reprodução/Twitter/NYPD Hate Crimes
Mulher foi presa em Nova York após cuspir em criança judia Imagem: Reprodução/Twitter/NYPD Hate Crimes

Do UOL, em São Paulo

22/01/2022 11h26

Uma mulher de 21 anos foi presa ontem, em Nova York, nos Estados Unidos, após cuspir em um menino judeu de 8 anos do lado de fora de uma sinagoga no bairro do Brooklyn, no dia 14 de janeiro.

Segundo a polícia, ela foi identificada como Christina Darling e indiciada por assédio agravado por crime de ódio, agir de maneira prejudicial à criança e ameaça.

As autoridades disseram que Christina se aproximou do menino e de seus irmãos mais novos, de 7 e 2 anos, fez declarações antissemitas, cuspiu no garoto e fugiu a pé. As crianças brincavam do lado de fora do templo religioso no momento em que ela se aproximou deles.

"Esta mulher passou por eles, gritou com eles. Algo como 'Hitler deveria ter matado todos vocês'", disse Aryah Fried, pai das crianças.

Fried relatou que o filho mais velho respondeu à ofensa, dizendo que salvaria sua irmã mais nova. Foi então ela que cuspiu no rosto dele e disse que iria matar todos.

"Espero que ela entenda a gravidade do que fez. Fazer isso com qualquer um é obviamente problemático, mas para um adulto fazer isso com uma criança é uma loucura", disse ele.

Internacional