PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Caminhão no Texas: Identificados 31 mortos, alguns menores, de três países

Carla e Griselda Carac Tambriz, de 16 e 17 anos, foram identificadas como duas das 51 pessoas que morreram presas em caminhão no Texas - El Metropolitano/Reprodução
Carla e Griselda Carac Tambriz, de 16 e 17 anos, foram identificadas como duas das 51 pessoas que morreram presas em caminhão no Texas Imagem: El Metropolitano/Reprodução

Do UOL, em São Paulo

28/06/2022 22h13Atualizada em 29/06/2022 10h38

Duas irmãs guatemaltecas que tentavam entrar nos Estados Unidos para melhorar de vida estavam entre as 51 pessoas que morreram após ficarem presas em um caminhão de San Antonio, no Texas, na tarde de ontem. Vinte corpos ainda precisam ser identificados, mas já são confirmadas vítimas do México, Guatemala e Honduras.

Carla e Griselda Carac Tambriz foram identificadas pelo consultor migratório Fernando Castro Molina, em entrevista ao jornal El Metropolitano, na tarde de hoje. Elas tinham, respectivamente, 16 e 17 anos de idade e eram naturais da cidade de Nahualá, no estado de Sololá.

Segundo a imprensa internacional, ao se despedir de parentes na Guatemala, uma das irmãs teria falado que ia em busca de "alcançar os sonhos e também ajudar a família". Até o momento, o Ministério das Relações Exteriores da Guatemala não confirmou a identidade das duas.

Além delas, outras cinco pessoas da Guatemala foram identificadas pelas autoridades norte-americanas dentro do caminhão. O governo mexicano informou que pelo menos 22 cidadãos do país também morreram no veículo, assim como dois hondurenhos. Vinte vítimas ainda não tiveram a origem revelada pelas autoridades.

Relembre o caso

A polícia de San Antonio, no Texas, encontrou um caminhão com dezenas de pessoas mortas abandonado em uma estrada da cidade norte-americana na tarde de ontem. Ao todo, 46 pessoas estavam sem vida e mais de 16 foram socorridas para hospitais da região.

Cinco pessoas morreram após receber atendimento hospitalar, elevando o número total de mortos para 51.

O veículo foi encontrado em uma estrada perto da rodovia I-35, uma rota que cruza os Estados Unidos de norte a sul, desde a fronteira do México até a do Canadá. A cidade é uma rota principal para os traficantes de pessoas na região.

As autoridades suspeitam que os imigrantes tenham entrado no caminhão na cidade de Laredo, no Texas, que fica na fronteira com o México, e percorrido 240 quilômetros sob temperaturas que chegaram a 39ºC. Três suspeitos foram detidos, mas não tiveram identidade revelada pela polícia até o momento.

Internacional