PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Número de migrantes mortos em caminhão achado no Texas sobe para 51

México

28/06/2022 10h23Atualizada em 28/06/2022 17h33

O número de migrantes encontrados mortos na segunda-feira (27), em um caminhão abandonado em uma estrada da cidade norte-americana de San Antonio é de 51. A informação foi atualizada pela comissária de polícia da cidade, Rebeca Clay-Flores. Segundo ela, 39 mortos são do sexo masculino e 12 do sexo feminino.

A atualização sobre o número de mortos ocorreu poucas horas após o presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, confirmar 50 vítimas fatais, 22 delas mexicanas.

"É uma tremenda desgraça (...) até agora são 50 mortos: 22 do México, 7 da Guatemala, dois de Honduras e 19 ainda sem informação sobre sua nacionalidade", afirmou o presidente mexicano em sua coletiva de imprensa.

A descoberta dos corpos, dentro e fora do veículo, aconteceu na segunda-feira à tarde e, segundo o departamento de bombeiros de San Antonio, até a noite somavam 46 vítimas. Outros 16 migrantes que viajavam no caminhão e foram encontrados com vida, entre eles quatro crianças, foram levados a hospitais. No entanto, quatro morreram algumas horas depois, elevando o total de vítimas para 50.

"Esses fatos infelizmente (...) estão relacionados à situação de pobreza, de desespero dos irmãos centro-americanos, dos mexicanos", acrescentou López Obrador.

O presidente também expressou seu pêsames e afirmou que seu governo realizará as investigações que lhe correspondam e prestará ajuda para a transferência dos corpos. Ele reconheceu a falha dos controles na fronteira comum e dentro dos Estados Unidos.

San Antonio, localizada a cerca de 250 quilômetros da fronteira, é uma rota principal para os traficantes. A cidade também foi afetada por uma recente onda de calor recorde. Na segunda-feira, registrou uma temperatura de 39,5 ºC.

O veículo foi encontrado em uma estrada perto da rodovia I-35, uma rota que cruza os Estados Unidos de norte a sul, desde a fronteira do México até a do Canadá.

Internacional