Conteúdo publicado há 2 meses

Israel diz que forças militares operam em toda Gaza; 200 alvos são atacados

A guerra entre Israel e Hamas, após a ação do grupo extremista em 7 de outubro, chega ao 59º dia. Na madrugada desta segunda-feira (04), as tropas israelenses atacam cerca de 200 alvos em Gaza depois de expandir a ofensiva para 'todas as áreas'.

O que aconteceu

Alvos são atacados em toda a Faixa de Gaza, incluindo o bairro de Shejaiya, na cidade de Gaza, no norte, e Khan Younis, no sul, de acordo com as Forças de Defesa de Israel.

Em Beit Hanoun, o exército afirma ter destruído a "infraestrutura" do Hamas dentro de uma escola. Dentro do complexo de ensino, as tropas encontraram duas entradas de túneis, um continha armadilha, e outras armas.

Israel também realizou ataques aéreos contra carros que transportavam mísseis e morteiros, uma posição de lançamento de mísseis antitanque e um grupo de agentes do Hamas, além de um depósito de armas, de acordo com o The Times Of Israel.

Mais cedo, os militares de Israel confirmaram ter expandido a sua ofensiva terrestre para o sul de Gaza, "prometendo levar a cabo a sua campanha com a mesma intensidade que usaram no norte de Gaza", onde os combates continuaram durante mais de oito semanas.

O porta-voz das FDI, contra-almirante Daniel Hagari, disse que os militares israelenses estavam expandindo a ofensiva terrestre para "todas as áreas da Faixa de Gaza".

A Marinha israelense também realizou ataques contra postos de observação do Hamas e outras infraestruturas ao longo da costa de Gaza, segundo os militares.

Na noite de ontem, o porta-voz das IDF (sigla em inglês) em língua árabe, o tenente-coronel Avichay Adraee, ameaçou o Hamas: "Este é um aviso final. Todos vocês são alvos".

Continua após a publicidade

"Você tem duas opções: se render e abaixar as armas ou enfrentar um destino semelhante ao de Wissam Farhat", acrescentou Adraee, se referindo ao comandante morto em ataque aéreo no sábado.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes