Luz da Lua orienta a maior migração diária do planeta

Sindya N. Bhanoo

  • Beto Chagas/ iStock

Durante os meses escuros de inverno no Oceano Ártico, o zooplâncton migra seguindo a luz da Lua, de acordo com o que diz um novo estudo.

Nos meses mais quentes, o grupo de pequenos animais marinhos desce para profundidades maiores quando o sol se levanta para fugir de predadores. De noite, sobe de novo para se alimentar.

Durante os invernos escuros, no entanto, o zooplâncton segue o ciclo lunar. "Toda a vez que a lua está cheia e alta no céu, há uma grande migração da superfície para uma profundidade de 50 a 60 metros", afirma Kim S. Last, bióloga marinha da Associação Escocesa para Ciências Marinhas e uma das autoras do estudo.

Ela e seus colegas colheram amostras de colunas de água por todo o Ártico. Os cientistas ficaram surpresos ao descobrir que essa migração vertical aconteceu por todo o oceano -- em fiordes, platôs, encostas e no mar aberto.

"Em todos os lugares, acontece durante seis dias por mês quando a lua está acima do horizonte", afirmou ela.

As descobertas, que foram publicadas no jornal Current Biology, são significantes porque o zooplâncton é abundante e vive em todos os oceanos. Peixes, baleias e outros animais dependem deles como fonte de alimentação.

"Em termos de biomassa e volume, sua migração diária é a maior do planeta. A não ser, talvez, pelas pessoas, já que também migramos", conta Kim.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos