Panda nascido em zoo francês morre pouco tempo após nascer; irmão passa bem

Do UOL, em São Paulo

  • China Xinhua News

A panda Huan Huan ("Alegre") --emprestada pela China ao jardim zoológico de Beauval, em Saint-Aignan-sur-Cher, centro da França-- deu à luz a dois bebês na noite desta sexta-feira (4).   

"O primeiro dos bebês está vivo. Sua mãe está cuidando bem dele. Tem um bom comportamento. É uma fêmea primogênita, é seu primeiro bebê", declarou após o primeiro nascimento Rodolphe Delord, diretor do zoológico. Mas o irmão dele morreu, segundo a agência oficial de notícias China Xinhua News. 

Só 19 parques zoológicos no mundo abrigam ursos pandas fora da China.

Huan Huan, de quase nove anos, e seu companheiro Yuan Zi chegaram em janeiro de 2012 a Beauval, por empréstimo da China por dez anos, depois de negociações entre Paris e Pequim. Eles são os únicos pandas gigantes presentes na França.

O bebê deve partir para a China dentro de três anos, quando desmamar. A reprodução dos pandas é muito difícil. No ano passado, só nasceram três na Europa.

Outro nascimento

Na semana passada, a panda gigante de 23 anos Haizi deu a luz a outros dois pandas e bateu o recorde por ser a panda mais velha a dar à luz em cativeiro, informou o Centro de Reprodução do Panda Gigante em Chengdu, na província de Sichuan.

Na comparação com humanos, a mamãe panda teria em torno de 80 anos.

Os bebês nasceram no último domingo (30). O macho pesava 123 gramas, e a fêmea, 175 gramas. Haizi já havia dado à luz outros dois gêmeos, quando tinha 19 anos.

Ela vive na reserva natural de Wolong, que também fica em Sichuan. (Com agências internacionais)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos