Temer foi o último a renunciar à presidência da Câmara; veja a lista

Do UOL, em São Paulo

O deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) não é o primeiro político a renunciar ao comando da Câmara ou do Senado. Ao menos outros seis parlamentares já tomaram o mesmo caminho.

O último a tomar a decisão foi o presidente interino, Michel Temer (PMDB). Em dezembro de 2010, ele renunciou ao posto e ao mandato parlamentar para poder assumir o cargo de vice-presidente.

O primeiro caso aconteceu há 60 anos. O parlamentar também tinha o sobrenome Cunha, mas foi o único que abandonou o posto sem ter relação com escândalos de corrupção e com a posse de outro cargo. Confira a lista.

Líderes do Legislativo que renunciaram

Arquivo Última Hora/Arquivo Público do Estado de SP
Arquivo Última Hora/Arquivo Público do Estado de SP

José Antônio Flores da Cunha

Único líder do Legislativo que não renunciou por estar envolvido em um escândalo, o deputado gaúcho defendeu a posse de Juscelino Kubitschek à Presidência em 1956, embora fosse filiado à UDN, partido que contestava a legitimidade do mandato do político mineiro. Depois de garantir a posse de JK no governo, despediu-se da presidência da Câmara e anunciou a saída da legenda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Leia mais

UOL Cursos Online

Todos os cursos