PUBLICIDADE
Topo

Política

Comunistas se aliam a Collor e a Calheiros no AL e veem "coerência" na aliança

Presidente do PC do B de Alagoas anuncia apoio a Collor em Alagoas - Reprodução/Facebook
Presidente do PC do B de Alagoas anuncia apoio a Collor em Alagoas Imagem: Reprodução/Facebook

Bruna Borges*

Do UOL, em Brasília

01/07/2014 06h00

A política de alianças levou o diretório regional do PC do B no Alagoas a apoiar as candidaturas do deputado Renan Filho (PMDB-AL), filho do presidente do Senado, Renan Calheiros, e do senador Fernando Collor (PTB-AL).

Em Alagoas, o PC do B integra uma grande coligação, com mais 13 partidos que fazem oposição ao governador Teotônio Vilella Filho (PSDB). Essa chapa lançou Renan Filho como candidato ao governo do Estado e tem o apoio do ex-presidente que sofreu o impeachment em 1992, após escândalos de corrupção.

Collor, que não tem histórico de aproximação com comunistas, divulgou em sua página do Facebook uma imagem que mostra uma declaração feita pela a presidente do diretório do PC do B no Alagoas, Cláudia Petuba, defendendo sua candidatura.

Na imagem Cláudia afirma que "Collor é um grande exemplo de luta em defesa de Alagoas" e que é um "importante" senador da República.

“O PC do B vê com muito coerência e muita clareza que na realidade de Alagoas as duas candidaturas majoritárias que podem avançar e instalar uma era desenvolvimentista e possam fazer com que o povo alagoano possa sonhar com dias melhores são as candidatura do Renan Filho e do senador Collor”, declarou Cláudia.

A dirigente comunista diz que o Alagoas é “uma ilha do atraso” por causa do atual governador e que é preciso pensar de forma ampla como fazer oposição a seu modo de administrar o Estado.

“Nós entendemos que aglutinar esses partidos de amplos setores da sociedade, nós teremos um mandato mais propositivo para que o povo alagoano possa ter esperança de dias melhores”, afirmou.

Para Claudia, o melhor para o PC do B seria lançar seus próprios nomes a esses cargos para o pleito de outubro. “O ideal seria que nós tivéssemos uma candidatura majoritária em todo o país, inclusive lá em Alagoas, para poder defender com maior ênfase o nosso programa socialista.”

Esse jogo de forças também gerou outra aproximação improvável. Collor aparece posando abraçado em fotos ao lado do ex-governador Ronaldo Lessa (PDT) para sua pré-candidatura a deputado federal. Lessa, no entanto, foi seu adversário político histórico e impôs uma derrota esmagadora em disputas ao Senado.

*Colaborou Aliny Gama, do UOL, em Recife

Política