Afastamento de Cunha deve acelerar processo no Conselho de Ética, diz Araújo

Do UOL, em São Paulo

  • BBC Brasil

    "O Eduardo Cunha realmente atrapalhava as investigações", diz Araújo (foto)

    "O Eduardo Cunha realmente atrapalhava as investigações", diz Araújo (foto)

O presidente do Conselho de Ética da Câmara, José Carlos Araújo (PR-BA), disse nesta quinta-feira (5) que o afastamento do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), deve acelerar o processo por quebra de decoro.

"Havia uma incerteza. A cada instante, a gente espera uma manobra do Eduardo Cunha e, agora, acredito que as coisas vão mudar", disse Araújo em entrevista à rádio CBN.

Afastado nesta quinta-feira do mandato de deputado federal pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki, Cunha enfrenta processo no Conselho de Ética por quebra de decoro parlamentar.

Ele é acusado de ter mentido na CPI da Petrobras, ao dizer que não tinha contas no exterior. Se for condenado no Conselho, pode ter o mandato cassado.

"Para o conselho, isso [o afastamento] é bom porque o conselho vai poder analisar com tranquilidade e mais segurança. O Eduardo Cunha realmente atrapalhava as investigações", afirmou Araújo.

Aberto em outubro do ano passado, o processo contra Cunha ainda está na fase probatória. Os trabalhos foram atrasados por causa de inúmeras manobras dos aliados do presidente da Casa, segundo seus adversários e a Procuradoria-Geral da República.

Para a Araújo, porém, o afastamento de Cunha também é motivo de "tristeza". "É o Parlamento que está em jogo. Nós, deputados, deveríamos dar o exemplo e o Eduardo Cunha dá o exemplo ao contrário. É um exemplo ruim."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos