Após nova gravação, PSDB diz que não há provas e que Machado busca delação

Do UOL, em São Paulo

  • Dida Sampaio/Estadão Contéudo

    Renan Calheiros citou Aécio Neves em gravações feitas por Sérgio Machado

    Renan Calheiros citou Aécio Neves em gravações feitas por Sérgio Machado

O PSDB divulgou uma nota nesta quarta-feira (25) afirmando que vai processar o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Reportagem publicada hoje pelo jornal "Folha de S.Paulo" revela diálogos gravados entre Machado e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), nos quais o parlamentar cita a preocupação do senador Aécio Neves (PSDB-MG) com o avanço da Operação Lava Jato.

Nas conversas, Renan diz que os políticos todos "estão com medo" da Lava Jato. "Aécio está com medo. [me procurou] 'Renan, queria que você visse para mim esse negócio do Delcídio, se tem mais alguma coisa'", disse Renan a Machado em referência à delação de Delcídio do Amaral (ex-PT-MS), que fazia citação ao tucano.

"Fica cada vez mais clara a tentativa deliberada e criminosa do senhor Sérgio Machado de envolver em suspeições o PSDB e o nome do senador Aécio Neves, em especial, sem apontar um único fato que as justifique. As gravações se limitam a reproduzir comentários feitos pelo próprio autor, com o objetivo específico de serem gravados e divulgados", afirmou o PSDB em nota.

"Sobre a referência ao diálogo entre os senadores Aécio Neves e Renan Calheiros, o senador Aécio manifestou a ele o que já havia manifestado publicamente inúmeras vezes: a sua indignação com as falsas citações feitas ao seu nome", prosseguiu o texto do partido.

Em nota também divulgada hoje, Renan Calheiros pediu desculpas a Aécio Neves. O peemedebista afirmou que se expressou "inadequadamente" e que o tucano expressava "indignação, e não medo" com a citação do ex-senador Delcídio. A delação de Sérgio Machado foi homologada pelo Supremo Tribunal Federal. Ele, Jucá e Renan Calheiros são investigados pela operação Lava Jato.

Na última segunda-feira (23), a "Folha" havia revelado conversas gravadas entre Machado e o senador Romero Jucá (PMDB-RR). Nestes diálogos, os dois disseram que todos sabem do "esquema" de Aécio e que o tucano não tem condições de se eleger presidente.

"É inaceitável essa reiterada tentativa de acusar sem provas em busca de conseguir benefícios de uma delação premiada. Por isso será acionado pelo partido na Justiça", disse o PSDB.

Ouça a conversa gravada de Renan

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Leia mais

UOL Cursos Online

Todos os cursos