Operação Lava Jato

"Vaquinha" para Lula arrecada pouco mais de metade da meta de R$ 500 mil

Do UOL, em São Paulo

  • Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

    O ex-presidente Lula

    O ex-presidente Lula

A campanha "Um Brasil Justo pra Todos e pra Lula" chegou ao último dia de vigência com pouco mais da metade do valor pretendido arrecadado. Por volta das 13h30 deste sábado (24), R$ 261,9 mil tinham sido doados por 2.280 pessoas, através da plataforma digital Catarse.

A meta originalmente fixada no Catarse foi de R$ 500 mil. A possível não obtenção da meta, entretanto, não impede que os recursos sejam utilizados prontamente. As doações se encerram às 23h59 deste sábado.

A campanha foi criada no dia 7 de dezembro último com o objetivo de arrecadar recursos para organizar ações em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Os organizadores, entre eles PT, UNE (União Nacional dos Estudantes) e o MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), afirmam que o ex-presidente Lula esteja sendo vítima de uma perseguição política, liderada pelo Judiciário.

"Hoje no Brasil, defender o direito de Lula à presunção da inocência, à ampla defesa e a um juízo imparcial é defender a democracia e o estado de direito. É defender a liberdade, os direitos e a cidadania de todos os brasileiros", afirmam, no manifesto que faz parte da campanha.

Lula é um dos principais investigados na Operação Lava Jato, que apura desvios de recursos da estatal Petrobras. O ex-presidente é réu em cinco processos, três deles oriundos da Lava Jato.

Entre as acusações contra o petista, está a de ter recebido vantagens pessoais indevidas em troca de favorecimentos a empresas, como a construtora Norberto Odebrecht.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos