Operação Lava Jato

Ministério da Justiça nega ter travado relação com Suíça sobre Lava Jato

Do UOL, em São Paulo

O Ministério da Justiça do Brasil comunicou neste domingo (22), em nota oficial, que mantém negociações com a Suíça para cooperação em informações relacionadas à Operação Lava Jato.

Neste domingo, o jornal "O Estado de São Paulo" noticiou que o Ministério da Justiça brasileiro travou acordo com as autoridades suíças para acelerar investigações de casos de corrupção na Lava Jato.

Em nota, o Ministério da Justiça informa que aguarda o aval da Procuradoria-Geral da República para enviar a minuta às autoridades suíças. Quando essa documentação chegar aos suíços, será formalizada a equipe conjunta entre as autoridades dos dois países.

A nota oficial do governo destaca que a gestão do presidente Michel Temer tem colaborado para o recebimento de notícias vindas da Suíça.

"Ao contrário do que afirma reportagem publicada na edição deste domingo (22) do jornal O Estado de S. Paulo, o Ministério da Justiça e Cidadania (MJC) não travou e não trava qualquer negociação com as autoridades do governo da Suíça para colaboração nas investigações que envolvem a Operação Lava Jato. Muito pelo contrário do que faz supor a reportagem, o Ministério da Justiça acelerou e vem acelerando entendimentos que estavam parados no governo anterior", apresenta a nota oficial.

"Reforce-se que entre o primeiro contato no qual as autoridades suíças sugeriram a formação de uma equipe conjunta de investigação e a primeira resposta do governo anterior demorou-se quase um ano. E, quando tal resposta foi dada, as autoridades suíças a rejeitaram", complementou.

O comunicado do Ministério da Justiça diz que em 14 de setembro de 2015, as autoridades suíças solicitaram ao Brasil a realização de uma equipe conjunta de investigação. Segundo a nota, o governo brasileiro, ainda sob o comando de Dilma Rousseff, teria respondido aos suíços meses depois, em maio de 2016, e que não teria sido aceita pelas autoridades suíças em agosto de 2016.

De acordo com a nota oficial, em novembro, já na gestão Temer, ficou decidida a formação de uma equipe conjunta de investigação entre Brasil e Suíça para auxiliar em investigações relacionadas à Operação Lava Jato, nos moldes solicitados pelas autoridades suíças.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos