Justiça aceita denúncia e Cabral vira réu pela nona vez na Lava Jato

Do UOL, no Rio

  • Reprodução de vídeo

A Justiça Federal do Rio de Janeiro aceitou a nona denúncia contra o ex-governador do Estado Sérgio Cabral (PMDB) no escopo da operação Lava Jato.

Nesta terça-feira (23), o Ministério Público Federal apresentou denúncia contra o governador, aceita pelo juiz da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, Marcelo Bretas. Ao todo, Cabral é réu em oito processos no Rio e um em Curitiba.

O ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e mais nove pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público Federal, acusados de receber cerca de R$ 39 milhões em propina da empreiteira Carioca Christiani-Nielsen em troca de fraudes em licitações de obras públicas, incluindo os contratos do Arco Metropolitano, do PAC Favelas e da Linha 4 do metrô.

De acordo com a denúncia, as fraudes ocorreram em diversos contratos do Estado com a Carioca Engenharia realizados entre 2008 e 2014. Cabral, diz o MP, recebia uma "mesada" de até R$ 500 mil por mês da empreiteira. Ao todo, Cabral é réu em oito processos no Rio e um em Curitiba. Além do ex-governador, também foram denunciados os ex-secretários Wilson Carlos e Hudson Braga, Ricardo Pernambuco, Carlos Miranda, Luiz Carlos Bezerra, Wagner Jordão e José Orlando Rabelo.

O ex-governador depõe nesta quarta-feira (24) pela primeira vez ao juiz Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato. Ele vai falar sobre a cobrança de propina junto à empreiteira Andrade Gutierrez.

Ao UOL, o escritório Fragoso Advogados, que defende Cabral no processo, informou que o cliente só vai se manifestar quando estiver em Juízo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos