Opinião: resultado arranha imagem do TSE, mas tribunal tomou decisão justa

Daniela Garcia

Do UOL, em São Paulo

A decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em não cassar a chapa Dilma-Temer foi acertada, segundo análise de João Fernando de Carvalho, especialista em direito eleitoral. Na avaliação do advogado, os ministros, que por 4 votos a 3 recusaram tirar o cargo do presidente Michel Temer (PMDB) e os direitos políticos da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), acertaram nos argumentos apresentados.

"O TSE não fez o que não deveria fazer. Ele não deveria criar critérios diferentes [em relação a outras ações semelhantes]. Portanto, não se fez injustiça", avaliou Prado Filho.

No entanto, ele reconhece que a decisão prejudica a imagem do tribunal perante a opinião pública. O advogado lembra que os argumentos apresentados no julgamento foram extremamente técnicos, alheios ao entendimento da maioria da população.

"É uma decisão que causa um prejuízo da imagem da Justiça Eleitoral e do TSE perante a opinião pública", opina. "São critérios muito difíceis de entender para o cidadão comum, muito técnico. O cidadão fica com a impressão que a justiça não foi feita".

Descubra em 1min20s quem ganhou e quem perdeu no TSE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos