Após condenação de Lula, PT convoca atos em ao menos três capitais

Do UOL, em São Paulo

O PT e movimentos de esquerda estão convocando a militância para protestos contra a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em São Paulo, Porto Alegre e Brasília, entre 17h e 18h desta quarta-feira (12).

Em São Paulo, o ato deve começar às 17h no vão livre do Masp, na avenida Paulista, região central da capital. Em Porto Alegre, a manifestação vai acontecer às 17h30 em frente à sede municipal do partido. Já na capital federal, o protesto será no auditório da CUT (Central Única dos Trabalhadores) às 18h.

Lula foi condenado na tarde desta quarta-feira (12) a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância. O ex-presidente vai recorrer em liberdade.

A condenação é por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, sob a acusação de ter sido beneficiado com um tríplex em um condomínio em Guarujá (SP). Moro acatou a denúncia do MPF (Ministério Público Federal) na qual, segundo a acusação, o ex-presidente recebeu propina por conta de três contratos firmados entre a empreiteira OAS e a Petrobras, entre 2006 e 2012.

Segundo a acusação, Lula teria sido beneficiado por meio do imóvel e também do pagamento pelo armazenamento de bens do petista entre 2011 e 2016, como presentes recebidos no período em que ele era presidente.

PT mineiro critica sentença

Em nota divulgada no início da noite desta quarta-feira (12), a Diretório Estadual do PT em Minas Gerais afirmou que a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva parte de uma "denúncia inepta, sem a apresentação de qualquer prova concreta". De acordo com a nota, trata-se de um "um julgamento de caráter estritamente político numa tentativa de inviabilizar a candidatura de Lula em 2018".

"Incapaz de disputarem nas urnas a escolha de um projeto político para a nação, o banditismo e o conservadorismo político se uniram de maneira perversa para atender aos interesses do grande capital e do mercado financeiro", afirma o comunicado.

Ainda de acordo com a nota, a condenação "demonstra o total desinteresse com a preservação do regime democrático por parte de grupos políticos que fazem oposição ao projeto político do PT".

"É inaceitável a falta de escrúpulos dessas nefastas figuras que estão entregando novamente o nosso país a um cenário de desemprego, miséria e com a população cada vez mais insegura quanto à garantia de seus direitos. Mais grave ainda é percebermos que esse é justamente o grupo que opera nos bastidores de forma a preservar seus privilégios e desmandos, sem qualquer compromisso com a ética que se espera de agentes públicos, apenas com seus interesses particulares", diz a nota.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos