Indígenas entram em confronto com policiais da Câmara

Luciana Amaral

Do UOL, em Brasília

Um grupo de indígenas entrou em confronto com policiais legislativos em um dos anexos da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (18).

Nesta quarta há uma audiência em uma das comissões da Câmara para debater a produção agricola indígena na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, mas o motivo do protesto dos índios ainda não foi esclarecido.

Segundo policiais legislativos, um grupo de cerca de 200 indígenas quis entrar no anexo da Câmara à força. Ainda de acordo com policiais legislativos, os indígenas quebraram vidros com pedras e chegaram a jogar uma lança em direção à portaria da Casa.

Em resposta, a Polícia Legislativa jogou bombas de gás lacrimogêneo no grupo para dispersá-lo. O gás pôde ser sentido em grande parte do corredor em que ficam situados os plenários das comissões. Muitas pessoas ficaram com os olhos ardendo e com certa dificuldade de respirar próximo ao tumulto.

Luciana Amaral/UOL
Parte dos indígenas conseguiu entrar na comissão antes da confusão

Pelo menos duas entradas de anexos da Câmara tiveram de ser fechadas.

Segundo o presidente do fórum dos caciques de Mato Grosso do Sul, Juscelino Terena, esta foi a primeira audiência na Câmara sobre o tema voltado aos indígenas. Ele explicou que a ida dos grupos é para pedir apoio ao governo e expor seus anseios.

"Viemos aqui para mostrar que o índio também é agricultor, pode produzir, mas para isso também precisa do apoio do governo", falou.

De acordo com um policial legislativo, três indígenas foram presos na confusão.

A confusão ocorre ao mesmo tempo em que a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara reabria a sessão de discussão sobre a tramitação da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), que poderá ser votada ainda nesta tarde pelo colegiado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos